• Memory

Processo criativo.

Muito além do normal.


Um profissional chegou a seu primeiro dia de trabalho muito entusiasmado. Novo ambiente, novos amigos, novos ares e um mundo de oportunidades. Tudo conspirava para evoluir conforme seu programa mental.


O responsável pelo trabalho do recém chegado pediu que desenhasse uma flor. Ficou muito feliz, porque gostava de desenhar flores. Sabia desenhar várias delas, porém antes que iniciasse o desenho, o líder de seu setor determinou que fosse uma dália. Maior ainda foi sua felicidade porque adorava desenhar dálias. No jardim de sua casa tinha vários pés desta flor e em coloridos diversos, porém a cor que mais lhe agradava a amarela.


Antes que começasse a pintar o líder determinou que a cor fosse vermelha e assim fez. Todos os dias o responsável dizia ao jovem profissional o que e como fazer.


Em breve foi transferido para uma filial. Na nova casa, novos amigos, novo ambiente, seu novo líder solicitou que desenhasse uma flor e ele ficou esperando o tipo e a cor. Porém deixou a vontade para desenhar o que quisesse e ele desenhou e pintou uma dália vermelha.


Um dos grandes limitadores de nossa criatividade é esperar pelo conhecido, pelo normal, pelo tradicional. Somos condicionados a realizar as coisas de acordo com nossos padrões, aquilo que preferimos. Vamos viajar um pouco pelo mundo da intuição.

Pensar criativamente não é um privilégio de pessoas geniais, na verdade todos somos capazes de gerar novas ideias.


Muitas vezes temos que dar condições para gerar estas ideias. Uma das condições básicas é interiorizar-se, comunicar com o intrapessoal, favorecer o silêncio, ouvir a voz da consciência, a intuição.


Todo processo criativo passa por cinco fases: assim funciona a criatividade humana.


1º Identificação: nessa fase devemos fazer um diagnóstico de qual é o desafio a ser superado. Ao falhar neste momento podemos encontrar soluções criativas que resolvem a questão a ser solucionada. Pois 50% do problema é possível de ser resolvido fazendo a pergunta corretamente.


2º Preparação: Quanto maior a preparação, quanto mais informações, pesquisas, ideias, debates, reflexões, maior o potencial de soluções inovadoras. Então, é certo que devemos prepara com relativa antecedência o processo de venda. A proposta de negócio. Não há como gerar criatividade ser conteúdo para processar.


3º Incubação: É o processo interior. É o momento que temos um bom volume de informações colhidas na preparação e já é possível saber o desafio a ser superado. Neste estágio o cérebro está pronto para gerar novas ideias. Cérebros desprovidos da preparação falham na hora “H”.


4º Momento mágico: É a solução criativa em si. É a ideia luminosa. Muitos dizem que esta fase é marcada por 1% de inspiração e 99% de transpiração. Como anda nossa “inspiração e transpiração no trabalho?”.


5º Aplicação; Não basta ter uma ideia, é fundamental que seja viável. A aplicação da nova ideia é tão importante que não sendo viável, todo ou parte do processo deve ser repetido.


Aqui na livraria Cult tem o e-book COLETÂNEA DE DINÂMICAS que pode ajudar na integração de novos colaboradores e no processo criativo. Com Técnica de integração e Técnica de capacitação. Adquira o seu e-book.

5 visualizações
  • Facebook

©2020 por Livraria Cult. Memory Cursos. CNPJ 30.029.272/0001-85

Produtos digitais entrega rápida e automática.