O fim do padroado e da Igreja Católica como religião oficial do estado. 

Sem dúvida nenhuma a Igreja foi um dos braços europeus na colonização da América, África e Ásia e a parceria Igreja-Estado vem desde a Idade Média, onde se tutelavam mutuamente e sofriam ingerências recíprocas.

Porém o Renascimento, o Humanismo, a Reforma Protestante instauram um novo período, uma nova ordem, social, econômica, política e religiosa no Ocidente. Os estados modernos são instalados e junto surgem os questionamentos entre Religião e Estado.

Os autores modernos pregaram a separação entre razão e fé, sobretudo os autores iluministas tratando também da separação Igreja e o Estado.    O fim do padroado e da Igreja Católica como religião oficial do estado acontece com a modernidade. Devemos separar a religião do estado, da politica. O Estado é e deve continuar sendo laico.

É preciso considerar que vários séculos de Estado e Religião entrelaçados durante a Idade Média, não podem ser simplesmente rompidos porque chegou a Idade Moderna.

O processo foi lento e gradual, a influência da Igreja permaneceu por mais tempo em alguns estados, como os Ibéricos. Cabia à Igreja sagrar o rei, este por sua vez protegia a Igreja, mediante o regime do padroado.

O fim do padroado e da Igreja Católica como religião oficial do estado.

R$ 19,90Preço
  • Pagamento seguro, envio automático após o pagamento.

    Pague no Cartão de Crédito, PagSeguro ou Paypal.

    Compra garantia. Entrega automática via link no seu e-mail.

    Arquivo  no formato PDF.

     Site seguro com Certificado SSL.

  • Facebook

©2020 por Livraria Cult. Memory Cursos. CNPJ 30.029.272/0001-85

Produtos digitais entrega rápida e automática.